Cadastre-se para receber atualizações por e-mail

x
x
Volta das férias: Saiba como reorganizar as finanças para o segundo semestre do ano

Volta das férias: Saiba como reorganizar as finanças para o segundo semestre do ano

Volta das férias: Saiba como reorganizar as finanças para o segundo semestre do ano
6 minutos para ler

Férias são ótimas, mas sempre fazem com que nós tenhamos gastos diferentes do comum. A organização financeira pessoal na volta das férias faz toda a diferença nesse cenário porque você consegue aproveitar a sua folga sem passar sufoco depois.

Por isso, se você procura formas de organizar melhor as suas finanças, veio para o artigo certo. Nós daremos dicas importantes para você acertar as suas contas e ter toda a tranquilidade que merece para aproveitar os bons momentos da vida sem culpa.

Então continue a leitura e faça as anotações necessárias para colocar as nossas dicas em prática.

Avalie como foi o semestre que passou

A primeira coisa que você pode fazer na volta das férias é avaliar como foi a sua situação econômica no último semestre.

Isso engloba entender quais são os seus principais gastos e receitas, qual tipo de custo pode ser cortado em caso de emergência e até se você tem alguma dívida ativa.

Também é muito importante entender se você ganhou mais do que gastou. Isso nem sempre é fácil, principalmente para as pessoas que não têm um salário fixo.

Além disso, analise se você conseguiu juntar dinheiro, fazer investimentos e seguir os seus planos em busca dos seus objetivos.

Quando você consegue fazer esse tipo de observação, pode fazer um plano de ação mais assertivo para o próximo semestre, entendendo quais custos deve cortar ou como conseguir mais verba de outras formas.

Se organize com antecedência para as contas grandes do início do ano

Uma dica muito importante é saber o que priorizar. Para isso, se organize com antecedência em relação às contas com valor certo que você sabe que precisará pagar.

Esse é o caso do IPTU e IPVA, por exemplo. Para quem tem filho, as taxas de matrícula do colégio também entram nessa conta. 

Quando um novo ciclo se inicia, existem custos mais altos do que o normal atrelados a ele. E como essas despesas já são conhecidas, você pode se programar com antecedência para não ser surpreendido e conseguir arcar com esses gastos sem dificuldade.

Estipule metas para o semestre

Também recomendamos que você estipule metas para o semestre. Quando você analisar como foi o ciclo passado, pode traçar os seus objetivos e identificar quais são as suas principais metas para o próximo semestre.

Nesse contexto, lembre-se de que toda meta tem prazos e números. Ou seja, não pense apenas em objetivos de forma solta, mas sim tenha planos reais que sejam mensuráveis e você possa acompanhar ao longo do tempo o andamento deles.

Podemos dar como exemplo a meta de conseguir usar 5% do seu salário para investir. Sabendo desse número, você já entende exatamente quanto precisa juntar ao longo do mês. 

A partir disso, consegue cortar gastos de maneira mais clara ou até conseguir outros trabalhos para ter mais renda, como ser motorista de aplicativo ou trabalhar com freelancers, por exemplo.

Defina prioridades

Muitas pessoas cometem o erro de querer resolver todos os seus problemas econômicos de uma só vez e não tem organização financeira pessoal para saber o que priorizar.

Nesses casos, acabam deixando de pagar uma conta importante para fazer uma compra supérflua, por exemplo.

Por isso, liste as suas prioridades, como aluguel, mercado, plano de saúde.

Uma dica é colocar a data de pagamento desses itens para bem próxima do dia em que você recebe o seu pagamento. Assim, pode quitar logo essas despesas principais e utilizar o restante do dinheiro para categorias menos essenciais da sua vida.

Reveja suas contas

Também recomendamos que você reveja as suas contas na volta das férias. Quando nós não temos o costume de controlar as nossas despesas, acabamos esquecendo de gastos que podem ser facilmente eliminados.

Muitas pessoas assinam serviços que nem utilizam mais, por exemplo, porque isso fez sentido em uma época da vida e nunca mais cancelaram a assinatura.

Isso pode acontecer com canais de televisão, serviços de streaming ou até a academia, por exemplo.

Por isso, saiba exatamente quais são os seus gastos para entender se eles realmente são importantes para você ou se pode estar fazendo investimentos que não trazem retorno.

Seja sincero com você mesmo e conseguirá organizar finanças de forma muito mais assertiva.

Nessa etapa, você também deve verificar as suas dívidas atuais e pensar em formas de quitá-las. Uma saída é negociar dívidas com o seu banco, sugerindo outros prazos ou valores, por exemplo. Se você tiver um histórico de bom pagador, existe uma chance considerável de a instituição financeira aceitar.

Não tenha vergonha e faça a proposta que você entender como a melhor opção. Mesmo que ela seja negada, o banco pode oferecer outra solução para você que também faça sentido.

Se você ainda não tem um planejamento financeiro, comece um agora

Por fim, se você não tem nenhum tipo de planejamento financeiro, comece um, ainda mais é um momento importante como esse que é a volta das férias.

Acompanhar as finanças é muito importante, mas faz mais sentido se você tem um plano a seguir, com objetivos claros e metas a cumprir.

Se você não sabe como começar ou o que constitui exatamente um planejamento financeiro, pode procurar modelos prontos para se basear e fazer as adaptações necessárias para a sua realidade.

Lembre-se de que o objetivo disso é conseguir realizar os seus sonhos e pense sempre em sua motivação para cumprir os seus desejos, como realizar uma viagem ou comprar um apartamento, por exemplo.

Conteúdo produzido pela Redação da Juros Baixos. A Juros Baixos é uma plataforma de bem-estar financeiro que busca trazer tranquilidade para as suas finanças.

Comentários

Você também pode gostar
-