Cadastre-se para receber atualizações por e-mail

x
x
Telemedicina e teleconsulta: entenda as diferenças - Blog WinSocial

Telemedicina e teleconsulta: entenda as diferenças

Telemedicina e teleconsulta: entenda as diferenças
6 minutos para ler

Falar sobre a presença da tecnologia na medicina vai muito além de cirurgias robóticas ou softwares de gestão. Na verdade, engloba também uma vertente que tem ganhado espaço: a telemedicina e a teleconsulta.

Embora sejam termos parecidos, representam conceitos diferentes que podem causar confusão na prática. De toda forma, ambos os caminhos utilizam a tecnologia a favor do cuidado à distância.

Há alguns anos, isso poderia ser apenas um detalhe na assistência em saúde. Porém, com a chegada da pandemia, vimos como são importantes as medidas para manter o isolamento social. Continue a leitura!

Entenda o que é telemedicina e teleconsulta

Telemedicina e teleconsulta carregam consigo 4 letras que precedem palavras já muito conhecidas. É justamente o “tele” que vai representar algo à distância, como podemos ver em outros exemplos, tais quais telégrafo ou televisão.

Mas e quando o assunto é saúde, o que isso vai significar?

Telemedicina

Vamos começar pelo conceito mais geral: como funciona a telemedicina? A medicina em si engloba diversas práticas, dentre elas a consulta. Mas não é só isso! Envolve também procedimentos, laudos, campanhas e várias outras ações.

Pensando então na telemedicina, seria basicamente a prática médica mediada pela tecnologia. Então, embora englobe a consulta, abraça também outras frentes. A educação, por exemplo, é uma delas, por meio de cursos e promoção à saúde.

Isso contribui para pesquisas e, ainda, para prevenção de condições. Tudo isso pode ser realizado de forma síncrona, ou seja, em tempo real, ou mesmo assíncrona, como a comunicação offline.

Sem dúvidas, essa prática é possível graças aos avanços tecnológicos que garantem um acesso cada vez mais rápido e seguro aos serviços. Seja pela inteligência artificial, seja pelo armazenamento seguro, o conceito de saúde digital tem ganhado a cena.

Teleconsulta

Agora, vamos falar sobre uma das áreas da telemedicina: a teleconsulta. De modo geral, representa uma das frentes de cuidados possíveis à distância. Antes que se preocupe: é uma prática liberada pelo Conselho Federal de Medicina.

No passado, representava uma pauta importante de discussão e até gerou algumas polêmicas. Porém, com a pandemia, a teleconsulta passou a desempenhar um papel muito importante para o cuidado médico.

Por meio de tecnologias seguras, uma pessoa poderia se consultar de forma remota, desafogando serviços e garantindo o isolamento social. E detalhe importante: diante dos bons resultados, é algo que veio para ficar!

Afinal, a teleconsulta pode ser empregada como primeiro atendimento, como acompanhamento ou mesmo como um veículo para troca de experiência entre profissionais. Quem ganha com tudo isso? O paciente!

Veja qual a importância da telessaúde

Agora que você sabe como a tecnologia está envolvida com a saúde digital, vamos elencar alguns tópicos que reforçam a importância da prática.

Aumentar abrangência do cuidado

A partir do momento que a tecnologia viabiliza a comunicação, é possível abranger a assistência em saúde. Assim, mais pessoas podem ter acesso à saúde, desde que tenham contato com um dispositivo que tenha acesso à internet.

De fato, a tecnologia ainda não é universal, ou seja, em algumas regiões o acesso ainda é limitado. Porém, um único computador pode ser utilizado por diversas pessoas. Então, a mobilização governamental ou da própria sociedade pode garantir isso.

Acesso aos especialistas

Além da limitação de acesso à tecnologia, algumas regiões também não contam com médicos suficientes para atender a população. Isso implica, também, em menor número de profissionais especializados, que muitas vezes se concentram em grandes centros.

A partir do momento que a teleconsulta existe, é possível viabilizar essa assistência especializada para mais pessoas. Sendo assim, representa mais muita maneira de abranger o cuidado. 

Garantia do isolamento social

Por último, vamos citar um aspecto que potencializou a importância da telemedicina: o isolamento social. Nos últimos anos, esse hábito foi essencial para conter a disseminação do coronavírus, seja para doentes, seja para não-doentes.

Sendo assim, pessoas com sintomas respiratórios, podem consultar à distância e receber orientações sobre sinais de alarme. Da mesma forma, pessoas sem sintomas respiratórios evitam se expor aos ambientes de saúde que abrigam casos mais graves.

Saiba quais as vantagens da prática

Por último, além da importância da telessaúde, podemos indicar algumas vantagens práticas que ela possibilita. Veja abaixo!

Quebra de barreiras 

Você já sabe que a tecnologia viabiliza e abrange o acesso à saúde. Então, como vantagem, podemos citar a quebra de barreiras. Primeiro, a barreira física deixa de existir. Isso porque o deslocamento e a necessidade de uma consulta presencial torna-se dispensável.

Além disso, é possível combater os problemas socioeconômicos. A partir do momento que a tecnologia atinge regiões remotas, a população daquele local pode receber uma assistência especializada, que muitas vezes não são rotineiras no formato presencial.

Melhor assistência ao paciente

Claro, quanto mais pessoas sendo assistidas, melhor a assistência prestada, uma vez que muitas delas sequer conseguiriam uma consulta. Porém, além de garantir acesso, é preciso assegurar a qualidade deles.

Por um lado, já conversamos que a tecnologia viabiliza as consultas com especialistas. Complementando, é possível que os próprios profissionais troquem experiências entre si, o que aumenta consideravelmente a qualidade do cuidado.

Agilidade e praticidade do serviço

Por último, a tecnologia é muito dinâmica, o que permite maior agilidade e praticidade para a assistência. Um dos motivos disso é por desafogar o sistema de saúde.

Se mais profissionais atenderem de forma remota, mais pessoas que aguardam atendimento podem ser contempladas. E lembre-se: em muitas regiões faltam médicos. Desse modo, é uma vantagem muito valiosa da telessaúde.

Além disso, a praticidade é outro benefício, visto que o paciente muitas vezes nem precisa sair de casa para isso. Já vimos que isso garante o isolamento social, mas contribui também para evitar deslocamentos.

Concluímos, enfim, que a telemedicina e a teleconsulta são conceitos diferentes, mas que estão intimamente ligados um ao outro. Mais importante que isso, é entender como ambos beneficiam a assistência em saúde, seja para pacientes, seja para médicos. Dessa forma, essas práticas tendem a crescer e ganhar espaço na sociedade, o que vai viabilizar o desenvolvimento da saúde digital.

Agora, que tal descobrir como um seguro de vida pode estar relacionado com a telemedicina?

Além disso, a WinSocial oferece uma assistência saúde atrelada ao seguro de vida, como telemedicina 24h/7, descontos em exames, medicamentos e entre outros. Faça a sua simulação gratuita ao clicar abaixo:

Comentários

Você também pode gostar
-