Cadastre-se para receber atualizações por e-mail

x
x
Seguro de vida cobre HIV? Entenda sobre como escolher o seguro ideal

Seguro de vida cobre HIV? Entenda sobre como escolher o seguro ideal

Seguro de vida cobre HIV? Entenda mais sobre como escolher o seguro ideal
6 minutos para ler

É possível encontrar um seguro de vida que cobre AIDS. Afinal, ela faz parte das doenças preexistentes, segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS). Felizmente, a ciência evoluiu e, ao seguir o tratamento adequado, a mortalidade para portadores de HIV é menor. 

Contudo, a AIDS ainda mata, como mostram dados publicados no The Lancet. Segundo o periódico, 58% das mortes entre soropositivos da pesquisa se relacionam com a AIDS. As principais explicações envolvem o diagnóstico tardio, em conjunto com o descaso nas relações sexuais e o preconceito sobre o assunto. 

Ou seja, ser soropositivo não é uma sentença de morte. Todavia, algumas circunstâncias podem elevar os riscos. Especialmente nesses casos, procurar um seguro de vida que cobre AIDS pode ser uma ótima escolha. Quer saber como isso funciona? Continue a leitura!

Por que contratar um seguro de vida?

Contratar um seguro de vida é recomendado para qualquer pessoa, mesmo para quem não tem doença ou lesão prévia. Afinal, é a mesma lógica seguida na contratação de seguros para carro, imóveis ou celular: prevenir é melhor que remediar. 

Isto é, acidentes e imprevistos sempre podem ocorrer. Naturalmente, quem nutre hábitos pouco saudáveis corre mais riscos. Contudo, pessoas saudáveis também adoecem e passam por problemas de saúde. Logo, contratar um seguro de vida oferece diversas vantagens. Acompanhe as principais!

Tranquilidade para o segurado

A possibilidade de não ter mais condições de cuidar financeiramente de si e dos dependentes pode causar muitos tormentos. Isso por si só eleva os riscos para o surgimento de problemas de saúde. É o caso da síndrome de burnout, transtorno de ansiedade, depressão, hipertensão etc. 

Então, contratar o seguro de vida eleva a tranquilidade e pode diminuir os riscos para os transtornos citados. Afinal, você e seus dependentes poderão receber uma indenização, caso algum imprevisto ou agravamento de doenças ocorra. 

Reembolso por despesas médico-hospitalares

Custear despesas médico-hospitalares também é uma possibilidade que atormenta muitas pessoas. Então, contratar um seguro de vida pode reembolsar os custos envolvidos no tratamento médico, desde que a indenização esteja no prazo. 

Aporte financeiro em caso de afastamento do trabalho por incapacidade

Sofrer acidentes ou limitações por problemas de saúde pode exigir o afastamento do trabalho. Se isso ocorrer, nem sempre o INSS oferece auxílio por incapacidade, principalmente se o trabalho for autônomo. Então, oferecer aporte financeiro de um valor específico nessas circunstâncias é outro benefício do seguro de vida.

O que significa doença preexistente?

Conforme mencionado, contratar um seguro de vida é recomendado para todos os públicos, mesmo quem não tem doenças ou lesões preexistentes, como a AIDS. As doenças ou lesões preexistentes são aquelas já conhecidas pelo segurado antes ou durante a contratação do plano. Alguns exemplos delas são:

  • AIDS;
  • hipertensão;
  • diabetes;
  • câncer;
  • anemia;
  • doenças cardiovasculares;
  • doenças respiratórias;
  • hérnia;
  • etc.

A existência desses problemas de saúde impacta a aceitação de cobertura de uma seguradora e o tipo de plano oferecido. Isto é, as empresas devem analisar dados como idade, doenças preexistentes, tratamentos terapêuticos, estilo de vida etc. 

A partir deles, elas definem o perfil do interessado no plano e decidem se vale a pena oferecer um seguro. Para isso, os interessados devem preencher o documento legal da Declaração de Saúde com todas as informações necessárias.  

Afinal, seguro de vida cobre AIDS?

O seguro de vida cobre doenças preexistentes, como a AIDS. Mas isso não é uma regra e depende da seguradora escolhida. Algumas empresas informam o que cobrem e o que não cobrem sem precisar de análises individuais. Como visto, outras optam por avaliar informações para tomar sua decisão, que precisa ser vantajosa para segurador e segurado. 

Então, se a AIDS foi informada como doença preexistente e a seguradora aprovou, ela deve pagar a indenização, se necessário. Afinal, o preenchimento dessa informação na Declaração de Saúde serve para comprovar que ambos os envolvidos sabem das condições do indivíduo. A boa notícia é que na WinSocial, as pessoas com HIV podem se planejar financeiramente através do seguro de vida. Enquanto lê o artigo, faça já a sua simulação personalizada ao clicar abaixo:

A exceção fica por conta da falta de veracidade por parte do segurado ao preencher o documento. Isto é, se for comprovado que ele propositalmente omitiu informações ou adicionou dados falsos, o contrato pode ser interrompido. 

Logo, pode não existir seguro de vida que cubra AIDS, ou outra doença preexistente. Por outro lado, é possível comprovar o desconhecimento da doença preexistente. Se isso ocorrer, o erro foi da seguradora, que não coletou adequadamente as informações. Isso exige o pagamento da indenização pela empresa, como ocorreu em um caso de 2019

Há cobertura de seguro de vida para AIDS em caso de invalidez?

No tópico anterior, você percebeu que alguns seguros de vida podem cobrir AIDS. Porém, ainda existem outras circunstâncias que devem ser analisadas, como os casos de invalidez. Saiba mais sobre isso a seguir!

Invalidez Funcional Permanente Total por Doença (IFPD)

Esse tipo de invalidez indeniza os segurados e seus dependentes apenas quando o quadro de saúde leva à incapacitação. Isto é, o contratante do plano deixou de realizar suas atividades de forma autônoma, como andar, alimentar-se etc. 

Boa parte dos seguros de vida são vendidos com esse tipo de cobertura. Contudo, ela não costuma ser interessante para soropositivos. Isso porque dificilmente os pacientes que seguem o tratamento adequado chegam a essas condições. 

A exceção fica para quem já desenvolveu AIDS e a doença se encontra em estado avançado. E, ainda, caso surjam outras enfermidades e piore o quadro de saúde. 

Invalidez Permanente e Total por Doença (IPTD)

Nesse caso, a invalidez precisa ser definitiva e impedir totalmente a realização de qualquer trabalho. Muitas seguradoras seguem a lógica do IPTD, o que também não costuma englobar as particularidades dos portadores de HIV.

Diante disso, se necessário, a justiça pode considerar a recusa da indenização abusiva e exigir o seguro a segurados com AIDS. Foi como aconteceu no caso já citado de 2019 e em outro de 2004

Portanto, é possível encontrar um seguro de vida que cobre AIDS. Todavia, algumas empresas podem não aceitar indivíduos com essa condição de saúde ou dificultar a indenização para casos de invalidez. Não é o que ocorre com o seguro da WinSocial, que apoia pessoas com diferentes doenças preexistentes, como a AIDS.

Deseja saber mais sobre os nossos serviços? Você pode realizar uma simulação do plano ideal para você, a partir do seu estilo de vida. Acesse o link e faça isso agora mesmo!

Comentários

Você também pode gostar
-