Cadastre-se para receber atualizações por e-mail

x
x
Seguro de vida e câncer de mama: é possível contratar nessa situação?

Seguro de vida e câncer de mama: é possível contratar nessa situação?

Seguro de vida e câncer de mama: é possível contratar nessa situação? Entenda.
6 minutos para ler

Afinal, como funciona um seguro de vida em casos de câncer de mama? Ao contratar esse tipo de serviço, é indispensável analisar que ele contempla as suas necessidades e o seu estilo de vida. Ou seja, a análise feita por quem recebeu um diagnóstico de câncer de mama, por exemplo, difere de quem não tem doenças prévias. 

Isso porque alguns planos podem não cobrir doenças preexistentes, como o câncer de mama. Então, negligenciar esse critério de buscar seguros de vida pode comprometer a cobertura e deixar seus familiares na mão. 

Naturalmente, não é esse tipo de situação que você deseja passar ao buscar um seguro de vida, certo? Por esse motivo, preparamos este post com diversas informações sobre o assunto para que a sua decisão tenha mais segurança!

Por que é importante ter um seguro de vida?

Como o próprio nome sugere, o seguro de vida é um contrato feito entre pessoas e uma empresa segurada. Ele serve como aporte financeiro aos dependentes de quem assina o plano, em caso de óbito ou de invalidez por doença. 

É a mesma lógica aplicada para um seguro de carro, imóvel ou celular. Caso algum acidente aconteça com eles, a segurada pode fornecer uma indenização. Assim, existem muitos benefícios ao contar com um seguro de vida. Saiba outros detalhes sobre eles!

Aporte financeiro aos dependentes

Muitas pessoas têm dependentes financeiros, como filhos, parceiros, pais etc. Então é natural ter medo que eles fiquem sem proteção financeira, em caso de falecimento ou impedimento de trabalho por invalidez. 

Diante disso, o seguro de vida é importante por resguardar os membros registrados. Assim, eles podem custear diversas despesas essenciais, como educação, saúde, moradia etc. Junto a isso, alguns planos também incluem a Assistência Funerária, para que os dependentes não precisem lidar com os custos.

Proteção financeira em casos de afastamento profissional por incapacidade

Outra preocupação comum, especialmente para profissionais autônomos, é o apoio financeiro em casos de afastamento no trabalho por incapacidade. Isto é, pessoas que trabalham por conta própria podem deixar de receber a cada dia que ficam sem o ofício.

Normalmente, a lógica difere para profissionais que atuam com carteira assinada, já que eles tendem a receber a indenização pelo INSS. Assim, autônomos com seguro de vida recebem um valor X para cada dia que ficam afastados do trabalho por incapacidade. 

Logo, os prejuízos financeiros são minimizados. Isso é ainda mais benéfico devido às despesas médicas que serão acrescentadas no orçamento.

Reembolso por despesas médico-hospitalares

Alguns seguros de vida têm coberturas específicas para despesas médico-hospitalares, a chamada DMHO. Então, se você se enquadrar nos critérios, pode receber o reembolso pelos gastos médicos, hospitalares e odontológicos enquanto estiver sob tratamento. 

Aumento da tranquilidade para o segurado e seus dependentes

Conforme mencionado, a preocupação em manter a segurança financeira para si e para os dependentes é um problema comum. Isso fica ainda mais delicado em períodos de crise econômica, como a intensificada pela pandemia da Covid-19.

Inclusive, conforme o nível de preocupação com problemas financeiros, você pode elevar o risco para diversas doenças. É o caso da síndrome de burnout, da ansiedade, da depressão, da hipertensão e muitas outras. 

Uma pessoa com câncer de mama pode contratar um seguro de vida?

Pessoas com câncer de mama podem contratar um seguro de vida, mas depende de algumas particularidades. Primeiro, isso depende do plano contratado, que varia conforme os interessas da seguradora. 

Mas, no geral, a maioria delas exige que os contratantes preencham uma Declaração de Saúde para informar as condições de saúde, como doenças preexistentes. Isso serve como norte para que a seguradora informe se cobre as necessidades do indivíduo. Se a resposta for positiva, a doença preexistente informada ajuda a definir se a cobertura é total ou parcial. 

Doenças preexistentes

Segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS), doenças preexistentes são as que o beneficiário ou representante legal já conhece quando contrata o plano. Mentir sobre o conhecimento disso é considerado fraude, já que a Declaração de Saúde é um documento legal. 

Então, é possível ter o plano suspenso ou contrato reincidido. Afinal, a cobertura do seguro de vida deve variar conforme as doenças preexistentes do indivíduo e o prazo de carência. Se você omitiu alguma informação, isso significa que a segurada deve cobrir mais do que o previsto.

É preciso reconhecer que isso não é justo com ela, certo? Para piorar, você também se prejudica nessa situação. Afinal, você pode não receber o aporte e não encontrou um plano alinhado com suas necessidades. Ou seja, é como se ele precisasse dar match com você. 

Além de considerar as doenças preexistentes para definir a cobertura do seguro de vida, alguns contratos impõem condições. Por exemplo, a em muitos casos a indenização só é fornecida se o paciente apresentar invalidez total ou parcial. 

Assim, o câncer de mama também pode ser contemplado no seguro, já que pode causar sequelas que deixam a mulher com incapacidade. Diante disso, apresente para a segurada um relatório médico que comprove o quadro para garantir a liberação do benefício.

Quais cuidados tomar antes de contratar o seguro de vida?

Você já entendeu que o seguro de vida pode cobrir doenças como o câncer de mama. De todo modo, tome alguns cuidados para garantir uma melhor escolha do plano. Os principais deles são:

  • ficar de olho na carência/prazo para usufruir os benefícios — a maioria dos planos estípula 24 meses para doenças preexistentes;
  • contratar planos que se encaixam no seu estilo de vida e que se alinhem com as particularidades do câncer de mama;
  • responder às perguntas com sinceridade para não arriscar ter o contrato cancelado;
  • ler as condições gerais do plano para entender o que cobrem e o que não cobrem;
  • analisar o capital segurado, que é o valor máximo a ser pago pelo seguro.

Percebeu como é importante tomar cuidados ao contratar o seguro de vida em casos de câncer de mama ou outras doenças preexistentes? Por isso é indispensável realizar uma análise cautelosa. Nesse sentido, saiba que nós da WinSocial oferecemos o que nenhuma outra segurada é capaz. Recompensamos os segurados por atitudes saudáveis, mesmo quem tem condições de saúde que não escolheram, como o câncer. 

Quer saber mais sobre o funcionamento do seguro da vida da WinSocial? Faça uma simulação conosco ao responder algumas perguntas rápidas!

Comentários

Você também pode gostar
-