Seguro de vida: o que você precisa saber sobre o assunto

5 minutos para ler

Seguro de vida pode ser a grande ajuda para seus entes queridos no caso de uma ausência repentina ou um impedimento permanente. No entanto, é bem mais do que isso e oferece benefícios que muita gente desconhece.

Separamos algumas informações essenciais sobre esse assunto. Continue a leitura e descubra tudo o que você precisa saber sobre seguro de vida.

Seguro de vida: como funciona

O seguro de vida é um contrato realizado entre você e uma seguradora, em que uma pessoa indicada por você (também chamada beneficiário) poderá receber uma quantia financeira no caso do seu falecimento.

Você pode indicar quantos beneficiários desejar na elaboração desse contrato (também conhecido como apólice). Nesse caso, havendo algum acidente ou fatalidade com você, seus entes queridos estarão amparados e serão indenizados em poucos dias sem dificuldades burocráticas.

Existem diversas coberturas que podem ser incluídas na apólice. Assim, para compor a proteção e os benefícios constantes de seu seguro de vida, você deve definir junto a uma seguradora o que deseja ou realmente sente necessidade de contratar.

Dentre as coberturas que podem entrar na composição do seguro de vida estão:

  • Cobertura para morte natural ou por acidente;
  • Cobertura para invalidez por acidente;
  • Pagamento de assistência-funeral.

Bons motivos para contratar

Existem diversos motivos pelos quais você deve contratar um seguro de vida. Todos eles se baseiam na tranquilidade que você alcança quando sabe que seus entes queridos estarão amparados no caso da sua ausência inesperada. Desse modo, ao contratar um seguro de vida, esteja ciente das diversas possibilidades e coberturas que ele oferece. Com isso, você terá o produto que precisa e nas condições que se adequam a sua realidade.

Proteção pessoal

O seguro de vida não constitui um contrato limitado à ocorrência da morte do segurado. Sua proteção também pode alcançar casos de acidentes que geram uma condição de invalidez permanente no segurado, impedindo-o de exercer a sua capacidade de trabalho, e consequentemente, comprometendo o sustento da família.

Nesse caso, a indenização vai para o titular do seguro (pessoa que compra) e não para outra pessoa, e o benefício poderá ser utilizado em vida.

Segurança financeira

O que pouca gente percebe é que o seguro de vida se constitui, na verdade, em um excelente instrumento de planejamento financeiro para a família. Assim, você pode considerar o recebimento de um valor indenizatório capaz de manter sua família na sua ausência, seja para questões imediatas ou a longo prazo.

Questões financeiras como o sustento imediato e o estudo dos filhos, entre outras, também podem ser sanadas com o seguro de vida. Trata-se, portanto, de uma segurança financeira que não deve ser desconsiderada.

Amparo aos familiares

Independentemente de suas expectativas de longevidade, a ausência repentina pode trazer demandas imediatas que precisam ser atendidas. Assim, existem outras situações para as quais a família precisa estar amparada:

  • Despesas médicas resultantes da ocorrência de acidente;
  • Despesas funerárias;
  • Despesas escolares dos filhos.

Custo-benefício excelente

O valor indenizatório garantido por uma apólice de seguro de vida vai depender das definições e coberturas que o próprio segurado definir na contratação. No entanto, o seguro de vida apresenta uma relação custo-benefício muito favorável para o interessado, pois em regra geral, a quantia acordada é muito superior ao valor pago mensalmente. Em outras palavras, você pode ter uma cobertura de seguro de até R$ 500.000,00 pagando a partir de R$ 39,90, por exemplo.

Assim, seja como proteção para a família ou como instrumento de planejamento financeiro, o seguro de vida é sempre uma excelente opção a ser seguida. Uma boa corretora de seguros poderá ser de grande auxílio indicando os diversos produtos disponíveis no mercado.

Indenização isenta dos impostos IR e ITCMD

Existem dois impostos que poderiam incidir sobre a indenização recebida pelos beneficiários, mas não ocorrem: o Imposto de renda (IR) e o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD). Assim, o valor contratado é recebido de forma integral pelos beneficiários indicados na apólice.

A indenização recebida deverá, posteriormente, ser declarada à Receita Federal, mas não haverá cobrança do imposto sobre o valor recebido. É, desse modo, mais uma segurança para a família e tranquilizadora para você.

Cuidados na contratação

Como todo contrato, o seguro gera uma obrigação para o contratante que deve ser cumprida sem atrasos, sob risco de perda dos direitos garantidos pela apólice. Assim, alguns cuidados devem ser tomados para que o seguro atenda as necessidades de seus dependentes e sua contratação caiba dentro do orçamento da família.

O primeiro cuidado deve ser procurar uma boa seguradora, experiente e de confiança. Ela poderá indicar os melhores produtos disponíveis no mercado e que atendam as reais necessidades de sua família.

É indispensável conhecer as possibilidades e coberturas disponíveis, assim como a composição final do preço a ser pago. Defina suas necessidades e só contrate o que realmente for necessário para resguardar sua família. Você pode fazer uma simulação de seguro gratuita em nosso site.

Essas são as principais informações que você precisa para alcançar a tranquilidade oferecida pela contratação de um seguro de vida.

Se você gostou do post, continue conosco em nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Comentários

Você também pode gostar
-