Cadastre-se para receber atualizações por e-mail

x
x
Como fazer um orçamento pessoal? Entenda como organizar suas finanças e conquistar seus objetivos

Como fazer um orçamento pessoal? Entenda como organizar suas finanças e conquistar seus objetivos

Orçamento pessoal: Entenda como organizar suas finanças e conquistar seus objetivos
7 minutos para ler

Saber fazer um orçamento pessoal para planejar as finanças tem sido um grande desafio atualmente. Sobretudo em meio ao cenário de recessão econômica em âmbito nacional e global. Isso porque a queda do poder de compra da população e o aumento do desemprego e da inflação tem afetado o bolso de grande parte dos brasileiros.

Diante desse contexto, o orçamento pessoal é a melhor forma de cuidar do seu dinheiro e melhorar significativamente a sua qualidade de vida. Assim, você se preocupa menos com as contas do mês e pode conquistar seus objetivos futuros, como a tão sonhada casa própria.

Para quem deseja manter as contas em dia e conquistar uma relação saudável com o dinheiro, ter um orçamento pessoal é imprescindível. Quer saber de que forma? Acompanhe nosso post e saiba como organizar as suas finanças e conquistar seus objetivos!

O que é orçamento pessoal?

O orçamento pessoal é uma ferramenta que permite realizar um planejamento financeiro, com o propósito de prever despesas e organizar as finanças para que estejam equilibradas. Ou seja, funciona como uma previsão dos seus ganhos e gastos ao longo do período.

Na prática, podemos dizer que essa metodologia proporciona uma estimativa de quanto você vai ganhar e quanto deve gastar por mês para alcançar suas metas. Este artigo está levando em conta a aplicação mais eficiente do dinheiro disponível. Geralmente, esse controle é feito a partir do registro completo do saldo da conta bancária e dos investimentos. Dessa forma, é possível ter um panorama completo das finanças pessoais.

Assim, é possível analisar custos, tomar decisões mais assertivas e se prevenir contra imprevistos, bem como conhecer quais são os gastos que mais afetam a sua renda e os hábitos de consumo prejudiciais para o seu bolso. Dessa forma, há como melhorar a gestão das finanças e manter um bom controle financeiro em seu dia a dia. 

Qual a sua importância?

Em se tratando de dinheiro, muitas pessoas não têm noção do quanto ganham e quanto gastam por mês. Contudo, para quem busca controle e independência financeira, é fundamental saber se as despesas mensais são compatíveis com os seus ganhos.

Nesse caso, o orçamento pessoal é uma prática indispensável para quem deseja ter resultados melhores, mantendo-se longe de dívidas ou de complicações financeiras e estabelecendo uma relação saudável com o próprio dinheiro, que será gasto dentro das possibilidades, sem endividamentos desnecessários.

Quem não se planeja financeiramente vive em função do dinheiro e sob constante pressão, precisando modificar sua rotina de compras, seus objetivos e, até mesmo, privando-se de alguns hábitos prazerosos justamente pela falta de recursos.

Portanto, elaborar um orçamento pessoal permite um maior controle sobre as finanças e um equilíbrio para conseguir realizar as suas metas e seguir um caminho de prosperidade financeira.

Como criar um orçamento pessoal?

Agora que você já sabe o que é o orçamento pessoal e como ele pode impactar positivamente a sua vida, é hora de partir para a prática e criar o seu.

Primeiramente, vale destacar que a organização é essencial para garantir uma vida financeira saudável. Sem dúvida, colocar seu orçamento no papel, mesmo que você não tenha uma renda mensal fixa, é a chave para o caminho certo. Listamos, a seguir, o passo a passo para planejar um orçamento pessoal de sucesso. Confira!

Identifique se há contas em atraso

Quitar as dívidas atrasadas é a primeira atitude a ser realizada para ter saúde financeira. Isso porque, normalmente, elas apresentam taxas de juros e encargos altos que são contabilizados no decorrer dos dias em que o pagamento fica pendente.

Caso não seja possível pagar todas as contas de imediato, priorize o pagamento daquelas que são essenciais para manter o seu padrão de vida, como água, luz e gás. Além disso, é importante categorizar suas despesas fixas e variáveis, bem como inserir as suas contas em débito automático, a fim de manter o seu orçamento pessoal organizado.

Lembre-se de que, quando você não está endividado, fica mais fácil controlar o dinheiro e poupá-lo para atingir seus objetivos, sem prejudicar a qualidade de vida.

Controle suas finanças

Por mais estranho que pareça, muitas pessoas querem elaborar um orçamento pessoal sem ter noção do quanto ganham por mês. Saber o que entra e o que sai da sua conta possibilita o acompanhamento de perto da sua situação financeira e permite melhores escolhas com seu dinheiro. Nesse caso, o recomendado é manter uma planilha de gastos mensais e anotar todas as despesas e os ganhos ao longo do mês.

Isso ajudará a gerir suas finanças e a evitar gastos desnecessários, mantendo sua vida financeira mais organizada. Desse modo, você terá mais clareza de qual é seu orçamento mensal, sabendo se os seus gastos estão de acordo com sua realidade.

Estabeleça prioridades

Depois de conhecer todos os seus ganhos e despesas, é o momento de definir o que realmente pretende realizar, em termos financeiros. Ou seja, estabelecer suas prioridades e seus objetivos de curto, médio e longo prazo para direcionar o seu foco.

Sem estabelecer prioridades, a organização e o compromisso de economizar dinheiro perdem o sentido, e você acaba saindo do planejado de uma hora para a outra. Dessa forma, liste seus objetivos financeiros e anote tudo o que precisa, assim é possível obter mais disciplina e foco para cumprir o orçamento.

Use a tecnologia a seu favor

Uma ótima dica também é aproveitar os benefícios da tecnologia para se planejar e colocar as contas em dia. As contas digitais e os aplicativos, por exemplo, são úteis não só pela praticidade e economia que oferecem, mas, principalmente, pela flexibilidade em utilizá-los.

Com essas ferramentas, você pode mapear todos os gastos de forma simples e rápida, gerenciar suas finanças de maneira eficiente e planejar um orçamento personalizado, que possibilita uma tomada de decisão mais estratégica. 

Mude alguns hábitos

Não há como discutir o orçamento financeiro sem mencionar a mudança de hábitos pessoais. Afinal, ter um estilo de vida incompatível com a situação financeira é a principal razão de muitas pessoas se afundarem em dívidas.

Nesse caso, o mais recomendado é repensar suas escolhas e realizar alguns cortes de gastos. Evite compras desnecessárias, compare preços, reduza as compras no cartão de crédito, limite os gastos diários, faça investimentos, tenha mais disciplina e mantenha a organização financeira. Sem dúvida, isso pode ajudar no controle das finanças. 

Tenha um fundo de reserva e um seguro

Outro aspecto importante no orçamento pessoal é a necessidade de ter uma reserva de emergência e um seguro de vida. Eles garantem mais estabilidade ao enfrentar momentos de instabilidade e transmitem segurança para maior tranquilidade diante de urgências. Inclusive, você já pode fazer a simulação de seguro de vida agora, basta clicar abaixo, é gratuita!

Por isso, determine uma porcentagem dos seus ganhos mensais e reserve cerca de 10% para situações de emergência. Vale lembrar que esse percentual pode ser reajustado conforme suas prioridades e necessidades.

Seguindo essas dicas e acompanhando outros conteúdos sobre orçamento pessoal, é possível ter uma vida financeira equilibrada e com mais qualidade de vida. Afinal, a situação financeira reflete na saúde física e emocional dos indivíduos, e conhecer o assunto permite que você tome decisões mais equilibradas.

Se você gostou do nosso artigo e deseja ficar por dentro de mais conteúdos interessantes, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber as novidades diretamente na sua caixa de entrada!

Comentários

Você também pode gostar
-