Café da manhã para pessoas com diabetes: entenda a importância e como prepará-lo

6 minutos para ler

A primeira refeição do dia é a mais importante para qualquer pessoa, e não deve ser perdida nem evitada. Afinal, é ela que garante grande parte da energia necessária para as atividades exercidas ao longo do dia.

O que muitos não sabem é que o café da manhã da pessoa que tem diabetes é ainda mais indispensável, pois garante outros benefícios — e é justamente disso que falaremos neste post. Ficou interessado? Então, continue lendo para entender a importância do café da manhã para as pessoas com diabetes!

Qual é a importância de um bom café da manhã para a pessoa com diabetes?

A ciência nutricional já sabe que ficar longos períodos sem se alimentar pode provocar picos de glicemia (açúcar no sangue) na próxima refeição. Isso ocorre no organismo de qualquer pessoa, a qualquer hora do dia.

Por si só, o período noturno de sono representa cerca de 8 horas sem comer. Então, já existe uma tendência natural para a elevação dos níveis de açúcar no sangue quando temos a nossa primeira refeição. Se, além disso, uma pessoa acordar e não ingerir o café da manhã, ela acumulará níveis ainda mais elevados de glicose no sangue quando finalmente comer — mesmo se for uma alimentação de baixo índice glicêmico.

Esse tipo de situação pode ser bem mais perigoso no caso de uma pessoa com diabetes, já que ela não terá o controle que uma alimentação adequada permitiria. É justamente por essa razão que o café da manhã é tão importante para essas pessoas.

Que nutrientes devem compor a refeição matinal?

Uma alimentação saudável deve incluir, principalmente, os chamados macronutrientes — carboidratos, proteínas e lipídeos (gorduras) — além das fibras, que são essenciais. Todos esses nutrientes, no entanto, precisam estar em quantidades regularmente equilibradas, sem excessos, como veremos a seguir.

Carboidratos

Os carboidratos são a principal fonte de glicose do nosso organismo. No entanto, eles também podem elevar os índices glicêmicos, logo, não devem ser consumidos em grandes quantidades. Em outras palavras, eles são essenciais, mas o diabético deve utilizá-lo sem excessos.

Além de levar em conta a quantidade consumida, é preciso dar preferência aos carboidratos integrais, em razão do seu maior teor de fibras, evitando-se aqueles mais processados. Farinhas refinadas, como a farinha de trigo branca, por exemplo, devem ser menos utilizadas, preferindo-se sempre que possível a farinha integral.

Doces também apresentam índices glicêmicos mais altos. Portanto, o seu consumo deve ser evitado ou, ao menos, reduzido a quantidades bem pequenas para não desequilibrar a refeição.

Quanto aos carboidratos no café da manhã, pessoas com diabetes podem consumi-los, desde que sejam integrais ou em pequenas quantidades, a fim de evitar os picos de glicemia que já poderiam ocorrer naturalmente, como dissemos. Uma boa opção de alimentos desse grupo pode ser considerada a seguir:

  • aveia combinada com outros alimentos;
  • pão de centeio;
  • pão de linhaça;
  • cereais integrais;
  • soja preparada sob diversas formas;
  • frutas diversas.

Proteínas

Embora não seja um hábito brasileiro, o consumo de proteínas no café da manhã é uma ótima decisão para pessoas com diabetes. Na verdade, proteínas são indispensáveis para qualquer dieta que se pretenda saudável. Elas são constituídas por unidades chamadas aminoácidos, responsáveis pelo crescimento e manutenção do corpo.

Vale dizer, no entanto, que o nosso organismo não utiliza diretamente as proteínas que ingere. Primeiro, ele as decompõe em seus aminoácidos e os emprega para a construção das proteínas específicas de que precisa. Além disso, nós mesmos produzimos uma parte dos aminoácidos necessários para construir proteínas. Mas, para isso, precisamos ingerir proteínas e retirar delas os aminoácidos que o nosso corpo requer.

Existe ainda um tipo especial de proteína, as enzimas, que é essencial para os processos metabólicos do organismo e também precisa ser produzido pelo nosso corpo. Enzimas estão os principais compostos da natureza que propiciam a vida como a conhecemos.

Considerando tudo isso, cerca de um quarto do volume de uma refeição deve ser de proteínas. Para esse fim, os ovos são especialmente indicados para o café da manhã do diabético e de quem mais desejar uma refeição saudável. Também é recomendada uma boa dose de leite. Pela manhã, ele reduz os níveis de açúcar que naturalmente tenderiam a se elevar.

Fibras

Tecnicamente, as fibras são um grupo especial de carboidratos (oligossacarídeos). Sua principal importância está no fato de que elas não são digeridas, o que desempenha um papel muito benéfico na manutenção das nossas funções gastrointestinais.

Para pessoas com diabetes, as fibras oferecem duas características de grande valor. Primeiro, elas retardam a absorção do açúcar no seu caminho até o sangue; ao mesmo tempo, são responsáveis por promover a sensação de saciedade, isso é, de fazer a fome passar. Por tudo isso, elas devem estar sempre presentes em nossas refeições, especialmente para pessoas com diabetes.

Fibras são normalmente encontradas em vegetais como hortaliças, frutas e grãos integrais, podendo ser facilmente incluídas no cardápio de qualquer pessoa. No entanto, o brasileiro consome, em média, menos fibras do que o recomendado. Por isso, pessoas com diabetes devem ter atenção especial a esse nutriente na hora de organizar o seu café da manhã.

Entre os alimentos ricos em fibras e importantes para o café da manhã do diabético, podemos destacar a aveia, que é muito versátil na alimentação. Uma boa dica é utilizá-la com frutas frescas, como framboesas ou cerejas, por exemplo.

Quais são os benefícios de um café da manhã caprichado?

Como vimos, um café da manhã caprichado oferece diversas vantagens para uma pessoa com diabetes. Podemos destacar, em resumo, as principais delas:

  • fornece os nutrientes essenciais para a saúde;
  • interrompe o jejum da noite, evitando picos de glicemia;
  • ajuda a reduzir os níveis glicêmicos (em especial, pelo uso de leite);
  • ajuda a disciplinar a alimentação da pessoa com diabetes;
  • disponibiliza energia suficiente para iniciar as atividades do dia.

Ficou fácil perceber como o café da manhã é uma refeição essencial para quem tem diabetes, não ficou? Lembre-se, por fim, de levar em conta a moderação, sobretudo nas quantidades!

E agora, se gostou desta leitura, aproveite para conferir também os exercícios mais indicados para a pessoa com diabetes!

A WinSocial ajuda a planejar o seu seguro. Você pode fazer uma simulação gratuita em nosso site para começar a se proteger hoje.

Comentários

Você também pode gostar
-