Saiba como a educação financeira pessoal pode te ajudar

6 minutos para ler

A educação financeira pessoal é fundamental para ter as contas em dia, evitar dívidas e, principalmente, ficar livre do estresse e das preocupações. Quem tem diabetes sabe como a condição demanda alguns custos fixos. Não dá para ficar sem os medicamentos e os cuidados básicos, então é importante ter as finanças sempre equilibradas para que nada falte por causa de dinheiro.

Para alguns, ter a disciplina necessária para não passar sufoco pode ser uma verdadeira missão. No entanto, com algumas boas dicas e mudança de postura, é possível lidar bem com o dinheiro!

Este post vai mostrar a importância da educação financeira e como a falta dela pode afetar a vida de quem tem diabetes. Saiba também como ter bons hábitos para nunca mais ter problemas com suas finanças!

A importância da educação financeira pessoal

Por mais que não seja tudo nessa vida, o dinheiro tem a sua importância. Ele pode até mesmo se tornar um problema quando não sabemos lidar com ele. Acredite: muita gente gasta mais do que tem, faz dívidas sem saber como pagar e nem mesmo organiza o seu orçamento mensal. O resultado é sempre ruim e pode ser ainda mais prejudicial quando se tem diabetes.

A educação financeira pessoal é um conjunto de práticas seguras e que prezam pela melhor gestão do dinheiro. Cada centavo é devidamente contabilizado, assim como nenhum gasto além da conta é feito. Essa disciplina é fundamental para que você nunca fique na mão e também para que não tenha preocupações excessivas com suas finanças. Os ganhos de saber controlar o dinheiro são inúmeros, indo da questão econômica até mesmo à redução dos impactos que isso pode gerar à saúde.

A seguir, saiba quais são as principais vantagens de organizar bem a sua vida financeira.

Ter um planejamento seguro

A educação financeira permite planejar como seu orçamento será capaz de atender aos seus gastos. Todos têm necessidades básicas, como moradia, alimentação, entre outras. Quando se é disciplinado, é possível organizar o orçamento, de modo que ele custeie todos esses gastos.

Outro ponto importante do planejamento é a reserva emergencial. Ter um dinheiro guardado é fundamental para situações que nos pegam de surpresa. Essa organização com as finanças permite que, além de custear as despesas, você também separe um percentual para deixar guardado.

Evitar preocupações e estresse

A ansiedade e a preocupação de não saber como serão os próximos dias gera um desgaste emocional e físico que pessoas que têm diabetes não deveriam ter. A falta da educação financeira pessoal gera muitas incertezas em relação ao futuro. Tudo isso pode ser um grande incômodo para quem já precisa lidar com as preocupações da diabetes. Qualidade de vida também está relacionada à saúde mental. Toda essa ansiedade pode ser muito prejudicial, e em casos mais graves, pode desencadear quadros sérios de pânico e até mesmo a depressão.

Cuidar da saúde adequadamente

Como cuidar da sua saúde sem dinheiro? Todos os remédios e os itens necessários a quem tem diabetes têm um custo fixo mensal. Se você não consegue se organizar com o dinheiro, uma hora essas compras podem acabar sendo prejudicadas. Lembre-se sempre: sua saúde física deve estar em primeiro lugar e, para que ela não seja prejudicada, sua saúde financeira não pode estar “doente”.

Powered by Rock Convert

As melhores dicas para manter suas finanças em dia

Adotar boas práticas de educação financeira pessoal só depende de você. Para ajudar nessa missão, separamos algumas dicas muito valiosas. Confira a seguir!

Informe-se pela web

Atualmente, você encontra muitos conteúdos educativos relacionados a finanças pela internet. Por exemplo, aqui no nosso blog na seção “Doces Finanças”, você encontra posts, artigos e vídeos que ajudam pessoas com diabetes a ter uma melhor gestão possível das finanças. Algumas dicas servem pra todos, tendo diabetes ou não!

Defina seu orçamento

O orçamento é o quanto você tem disponível para gastar todo mês. Ele precisa englobar suas necessidades mais básicas, como a conta de energia, de água, de gás e as compras do mês.

Além disso, também deve ter o registro de toda a medicação para diabetes. Assim, você consegue encaixar todas as suas necessidades exatamente dentro do que você ganha!

Registre todos os seus gastos

O fluxo de caixa é o resultado da movimentação da sua conta, ou seja, o que entra e o que sai. O ideal é que você anote rigorosamente todos esses gastos e recebimentos, independentemente do valor. Assim, você nunca vai se perder e saberá exatamente o quanto ainda tem naquele período. As anotações também ajudam a entender como você gasta o dinheiro e auxiliam na hora de economizar.

Defina suas prioridades

O que há de mais importante para você atualmente? Sua alimentação, seus gastos com moradia e suas despesas médicas certamente estão no topo dessa lista. Contudo, não adianta só saber disso. É preciso praticar na hora que você gasta o seu dinheiro.

Antes de comprar coisas supérfluas ou caras, certifique-se se o seu orçamento cobrirá as suas prioridades, só depois pense nos outros gastos.

Gaste menos do que ganha

Acha essa óbvia demais? Acontece que muita gente gasta mais do que ganha. Já há muitos recursos que ajudam nessa confusão, como o cartão de crédito e o cheque especial do banco. Você jamais deve ir além do que pode custear, e por isso o orçamento é tão importante. Respeite sempre seus limites financeiros para que seus gastos sejam menores do que seus ganhos.

Tenha sua reserva de emergência

Assim que seu dinheiro bater na conta, pense na reserva de emergência! O ideal é que você separe, pelo menos, 20% dos seus vencimentos para criar essa reserva. Com esse dinheiro você pode fazer novos investimentos, como investir no seu plano de previdência, ou simplesmente garantir uma quantia que pode ser útil em algum momento.

A educação financeira pessoal é fundamental para qualquer um, principalmente se você tem diabetes. Essa disciplina garante sua qualidade de vida e evita que você passe aperto!

Quer ter acesso a mais dicas como estas? Assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos diretamente no seu e-mail!

Comentários

Você também pode gostar
-