5 fatores que influenciam na longevidade de uma pessoa com diabetes

6 minutos para ler

Diabetes é uma condição de saúde quase sempre silenciosa, que exige cuidados minuciosos. No entanto, quando se trata de longevidade e diabetes, algumas medidas podem ser tomadas para que as duas sejam boas companheiras de jornada.

Isso significa que a vida longa e com qualidade que todos desejamos pode ser obtida com medidas que devem ser tomadas já. Nesse sentido, cada um pode ser o senhor do seu próprio caminho e agir de forma a construir uma vida saudável e equilibrada, o que não é difícil, mas requer algumas iniciativas. Continue a leitura deste post e conheça 5 fatores que influenciam na longevidade de uma pessoa com diabetes.

Longevidade e diabetes

1. Praticar atividade física regularmente

A atividade física realizada com regularidade é uma das formas de se evitar uma infinidade de desequilíbrios e distúrbios na saúde. Mais que isso, é uma grande iniciativa para a pessoa com diabetes que deseja viver mais e com qualidade de vida. É relevante notar que a prática física melhora o aproveitamento da glicose por parte da musculatura. Resultados dessa natureza levam, muitas vezes, à redução das doses de medicamentos usados pela pessoa com diabetes.

Dessa forma, há uma diminuição nas taxas de glicemia, assim como nos sintomas que o diabetes não controlado provoca em muitas pessoas. São alterações muito significativas que facilmente motivam qualquer um. Por sua vez, a atividade física ajuda a controlar o estresse de maneira muito eficiente, induzindo a uma melhora na autoestima. Com isso, a pessoa adquire melhor qualidade de vida na convivência com a diabetes.

Se você levar em conta que uma simples caminhada rotineira, firme e regular é capaz de trazer tais benefícios, com certeza vai experimentar e não abandonar mais. A longevidade da pessoa com diabetes está diretamente relacionada à prática de uma atividade física como essa.

2. Ter uma alimentação balanceada

Adotar uma alimentação balanceada é uma recomendação para qualquer pessoa, mas especialmente para quem está atento à saúde. Faz toda a diferença, sobretudo quando se deseja uma vida mais equilibrada e mais longa. Essencialmente, uma alimentação que dê preferência aos vegetais que regulam a atividade glicêmica é a mais indicada para a pessoa com diabetes. Em especial, quando associada à atividade física.

Assim, considere incluir na rotina alimentar produtos ricos em fibras. Esses alimentos ajudam a reduzir a velocidade da absorção de glicose e evitando os picos do açúcar no sangue após as refeições. Do mesmo modo, o consumo de ômega 3 deve fazer parte da alimentação balanceada. Além de seus diversos benefícios (proteção da pele, controle do colesterol etc.), essa gordura encontrada na linhaça, na soja e em peixes de águas profundas aumenta a sensibilidade à insulina.

De maneira geral, para a longevidade e diabetes andarem juntas devem ser considerados os seguintes alimentos para compor a alimentação regular:

  • alimentos integrais (arroz, pães e massas);
  • leite desnatado;
  • peixes como sardinha, salmão e truta;
  • legumes e verduras;
  • carnes magras (sem gorduras).

3. Cuidar bem do diabetes

Diabetes é uma condição que acompanha a pessoa ao longo da vida. Dessa forma, aprender a cuidar bem do organismo na convivência diária com a própria saúde é essencial para a manutenção da qualidade de vida. Nesse sentido, todas as recomendações e cuidados normalmente apontados devem ser seguidos com a regularidade própria que for aplicável a cada caso. Para isso, leve em conta o monitoramento glicêmico, a medicação, a alimentação adequada e as consultas regulares.

A qualidade de vida que pode resultar dessa atenção regular à própria condição traz como resultado a consolidação da longevidade. E esta, por sua vez, pode acompanhar tranquilamente a pessoa com diabetes. Por outro lado, é essencial estar atento a qualquer sinal de alerta. Nesses casos, providenciar as medidas adequadas para a ocorrência já será parte integrante dos cuidados.

4. Cuidar da saúde emocional

Um dos grandes vilões que costumam afetar o corpo, em especial o coração, é o estresse de cada dia, sob suas mais variadas formas. E, da mesma maneira, também é o responsável pelo cansaço psicológico de que, muitas vezes, não tomamos consciência. Assim, por exemplo, as tristezas de algumas experiências familiares que não podemos alterar são capazes de abalar a saúde emocional. Do mesmo modo, as relações do dia a dia estão carregadas de situações estressantes com as quais precisamos aprender a lidar.

Por essa razão, a atenção à saúde emocional e ao bem-estar psicológico deve ser levada a sério. Para isso, aproveitar os bons momentos e as circunstâncias felizes faz parte da lição de casa. Também assim, a pessoa com diabetes, para viver mais e melhor, deve estar atenta a tudo o que for agradável e trouxer bons sentimentos. Não é sem razão que a longevidade é companheira daqueles que conseguem enxergar o lado bom de viver.

5. Ter um bom planejamento financeiro

Quando se pensa em longevidade, a primeira medida a ser tomada é a adoção de um modo de vida mais adequado à situação de saúde de cada um. Assim, como vimos anteriormente, as iniciativas para a pessoa com diabetes envolvem algumas atenções e determinados cuidados que devem ser seguidos. No entanto, muitas vezes a disponibilidade de recursos existente pode limitar algumas ações, dificultando alcançar o equilíbrio desejado. Para isso, é essencial a realização de um bom planejamento financeiro que crie as condições capazes de permitir a condução de uma vida mais saudável.

Na verdade, a própria gestão da vida financeira da pessoa, quando não está bem organizada, pode colocá-la em situações de estresse quase permanente. Esse vilão da saúde está sempre promovendo circunstâncias para as manifestações impeditivas de uma vida saudável. Assim, é preciso levar a sério a necessidade de organizar a vida financeira. Para isso, o melhor caminho é contar com a orientação de parceiros especializados. Eles podem realmente ajudar a criar as condições necessárias para se alcançar o equilíbrio pretendido.

Dedicando atenção a esses 5 fatores que fazem longevidade e diabetes caminharem juntas, você alcançará mais facilmente o equilíbrio que precisa para as perspectivas que almeja.

Você sabia que na Winsocial quem tem diabetes também pode ter seguro de vida? Faça uma simulação aqui.

Comentários

Você também pode gostar
-