Quais são os benefícios da musculação para quem tem diabetes?

6 minutos para ler

Existem alguns cuidados que precisam ser intensificados por quem tem diabetes e musculação, como atividade física, pode ser considerada um deles. Claro que, antes de começar a levantar pesos e fazer exercícios isométricos, é preciso consultar o médico responsável pelo acompanhamento da diabetes, definir qual atividade física é a mais aconselhável, assim como a intensidade e regularidade em que ela será realizada.

Depois disso, a hora é de procurar um profissional de educação física. Ele será o responsável por desenvolver e acompanhar uma sequência de exercícios específica para a pessoa, considerando seus objetivos e uma linha de evolução saudável para o condicionamento físico.

É verdade que nem todos amam fazer musculação, outros pensam quem ela pode modificar o formato de seu corpo de maneira negativa ou, simplesmente, preferem fugir dela, não é mesmo? Mas é preciso dar uma chance a sua prática, principalmente se os benefícios que listamos neste post entrarem na conta. Confira!

Contribui para a redução do nível de glicose no sangue

Um dos motivos pelos quais pessoas com diabetes não praticam exercícios é o medo do descontrole glicêmico no momento da atividade (hipo ou hiperglicemias). Mas, quando a musculação ou qualquer outra atividade física é bem orientada e acompanhada, os resultados são incríveis, inclusive para a redução do nível glicose no sangue a longo prazo.

Para isso é preciso tomar algumas precauções, como medir a glicemia antes de iniciar qualquer treino. Se ela estiver abaixo de 100 mg/dl, o ideal é fazer um pequeno lanchinho saudável para que a glicemia se mantenha estável durante a atividade. Acima de 300 mg/dl, no entanto, é melhor aproveitar o dia para o repouso, pois ao realizar atividades físicas com hiperglicemia, há o risco de produção de cetonas no sangue.

Acontece que, durante as atividades anaeróbicas que compõem a musculação, os canais de cálcio no músculo são ativados, o que desencadeia um processo que expressa o receptor insulínico. Em outras palavras, o exercício facilita a entrada da glicose nas células, impedindo que ela fique acumulada no sangue.

Melhora o desempenho cardíaco

A musculação também aumenta o VO2, que é um índice que calcula o consumo de oxigênio em determinada atividade. Quanto maior for esse indicador, melhor a capacidade aeróbica da pessoa. Obviamente, ele é melhor trabalhado em atividades aeróbicas, mas os exercícios anaeróbicos também promovem sua melhoria, e são mais aconselháveis para pessoas com diabetes, já que podem ser monitorados com mais facilidade. É importante lembrar que o VO2 depende de três sistemas: o pulmonar, o cardíaco e o circulatório. Assim, melhorando seu índice, seus benefícios serão percebidos em todos eles.

Ajuda no controle do peso

A musculação também proporciona o aumento de massa magra e a queima de gordura localizada, o que ajuda a controlar o peso de seus praticantes. Esse ponto é muito importante para os cuidados com a diabetes tipo 2 e pré-diabetes, já que são condições que se desenvolvem a partir dos hábitos e comportamentos do indivíduo, como a sobrecarga pancreática e o consumo de alimentos inadequados, que acabam aumentando o peso.

Praticando a musculação regularmente e fazendo o devido acompanhamento médico, a perda de peso será um dos benefícios percebidos. Estar dentro de um Índice de Massa Corporal (IMC) saudável é essencial não somente para os cuidados da diabetes, como também para controlar outros fatores da boa saúde, como os riscos que a obesidade pode trazer, AVC’s etc.

Melhora no colesterol

Pessoas com diabetes, em geral, apresentam riscos altos de doenças cardiovasculares. Por isso, controlar o colesterol, especialmente o chamado LDL, é essencial. Para ficar claro, o colesterol é uma gordura existente no organismo e é muito importante para seu bom funcionamento. Por isso, tem uma parte produzida pelo fígado e a outra, recebida por meio da digestão de alimentos.

A grande questão é que nosso organismo precisa de um índice bem baixo de colesterol para desempenhar suas funções, e o restante, passa a ser acumulado nas paredes das artérias, dificultando ou inibindo suas funções. Para deixar a situação com o alerta vermelho ainda mais ativado, a diabetes também dificulta a ação do colesterol no organismo, o que aumenta suas chances de acúmulo por falta de uso.

Com a musculação, a circulação do sangue é aumentada, fazendo com que o fluxo sanguíneo seja intenso e persistente. Dessa maneira, o risco de acúmulos de colesterol é consideravelmente diminuído. Aliás, esse é um dos motivos para que ela seja uma prática regular, e não apenas de vez em quando. É preciso manter esse fluxo sanguíneo poderoso constantemente.

Ajuda a criar bons hábitos e proporcionar qualidade de vida

Começar a praticar esportes e ver resultados físicos e no condicionamento é extremamente prazeroso, além de, na maioria das vezes, despertar nas pessoas orgulho e vontade de fazer cada vez mais e melhor. Em outros casos, também faz com que as pessoas que gostam menos da atividade física evitem jogar fora todo o esforço que já tiveram até o momento, não é verdade?

Não podemos esquecer que os benefícios diretos da musculação ao organismo das pessoas com diabetes que citamos também proporcionam muito mais disposição e ânimo para o cotidiano. Seja qual for o pensamento, é fato que aumentar a força, ver que é capaz, perder peso e tudo mais ajuda seus praticantes a criarem bons hábitos que aumentam sua qualidade de vida.

Aos poucos, a consciência relacionada a boa alimentação não será um sacrifício, mas sim um prazer que pode ser percebido em melhores performances na academia, na praia ou onde quer que a pessoa pratique seus exercícios físicos. Resumindo, existe uma boa possibilidade da aversão à musculação tornar-se uma paixão eterna.

Já deu para perceber que a relação entre diabetes e musculação também traz resultados no aspecto motivacional, certo? Porque algumas pessoas que se sentiam deprimidas com o controle de saúde que precisavam exercer ou culpadas pelos antigos hábitos que as levaram até a pré-diabetes, por exemplo, compreendem que podem alcançar objetivos e realizar atividades como essa sem neuras.

Apostando na musculação é possível reconhecer forças e capacidades que estavam esquecidas, e isso traz uma energia para encarar os cuidados de uma forma muito mais positiva, pode acreditar!

Você sabia que na Winsocial quem tem diabetes também pode ter seguro de vida? Faça uma simulação aqui.

Comentários

Você também pode gostar
-