Confira dicas de como fazer o dinheiro render mais

6 minutos para ler

Todos buscamos saber como fazer o dinheiro render mais. Se você pensa em ter uma boa reserva para o futuro, não adianta deixá-lo parado embaixo do colchão, no cofrinho ou em uma conta sem rendimento. Há boas maneiras de conseguir isso!

Existem formas de investimento que ajudam no desenvolvimento das suas finanças e seu patrimônio se desenvolve com o passar do tempo!

É fundamental entender melhor sobre essas possibilidades para dar um passo à frente na gestão do seu dinheiro. Algumas dicas vão ajudar você a mudar sua percepção de rendimento e, enfim, conseguir fazer suas economias se fortalecerem ainda mais.

Entenda melhor sobre o assunto neste post, que mostrará como construir um patrimônio confortável e seguro em longo prazo!

O rendimento diante da poupança

Quando o assunto é guardar dinheiro, qual a principal modalidade que vem à sua cabeça? A poupança é a primeira opção para uma grande parte dos brasileiros. Simples, acessível e amplamente difundida, essa modalidade de rendimento é considerada segura, estável e mais fácil de ser operada. A maioria das contas correntes tem uma poupança vinculada, o que torna o uso muito mais prático para qualquer um.

Mas e se você soubesse, hoje, que a poupança tem um rendimento muito baixo em relação às outras possibilidades? Atualmente, em números, essa rentabilidade está na casa dos 4,55% ao ano, o que é muito aquém do que você pode obter em outras modalidades. Esse número é apenas 70% da Taxa Selic (hoje a 6,5% ao ano) junto à Taxa Referencial (zerada atualmente!).

Com números tão fracos, investir na poupança realmente não parece mais um bom negócio. Será mesmo que valeria, por exemplo, direcionar R$ 1.000,00 para essa conta e constatar que, após 1 ano, ela só atingiu R$ 1.045,00? Você estaria se limitando a guardar seu dinheiro em uma conta quando, na verdade, pode fazer com que esse capital se desenvolva e gere um patrimônio mais sólido.

Além disso, a inflação – que é o valor de uma moeda – também tem impacto direto no rendimento da poupança. Quando a inflação está mais alta que a taxa de retorno da poupança, o seu dinheiro perde valor, diminuindo assim o poder de compra. Dessa forma, o pouco que rende não surtirá nenhum efeito, já que todos os preços aumentaram, mas o rendimento da poupança não acompanhou esse movimento.

A previdência privada como ótima opção

Se você busca realmente saber como fazer o dinheiro render mais, a previdência privada é uma das melhores opções. Ela permite que você consiga algo muito desejado pelos brasileiros: uma aposentadoria segura. Não somente isso, ela também proporciona a construção de um patrimônio sólido ao longo dos anos ou até mesmo a conquista de um objetivo financeiro.

Powered by Rock Convert

Os benefícios de aderir à previdência privada

Não é somente sobre como fazer o dinheiro render mais! A previdência privada tem outras vantagens que são muito competitivas e fazem dela ainda mais atrativa. Acompanhe melhor cada um desses destaques, a seguir, e veja como eles podem ser importantes para o seu planejamento.

Rendimento acima da poupança

Muitos planos de previdência privada tem como base de remuneração a taxa do Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Como um exemplo, ao longo de 2018, o acumulado do CDI atingiu 6,42% ao ano, bem mais do que os 4,55% da poupança!

Esse rendimento, no entanto, pode ainda ser melhor. Há casos em que, dependendo da escolha da instituição, esses valores anuais podem superar a taxa do CDI.

Menor imposto dentre os investimentos

Comparando com outros tipos de investimento, a previdência privada é a que apresenta a menor tributação do imposto de renda, podendo chegar a alíquota de apenas 10%, caso a tributação siga a tabela regressiva.

Descontos no imposto de renda

A previdência privada também pode influenciar o seu imposto de renda pessoa física (IR). Isso é possibilitado quando o investidor escolhe a modalidade de previdência chamada Plano Gerenciador de Benefício Livre (PGBL). Esse tipo permite uma dedução de até 12% sobre o valor total em que será calculado o seu Imposto de Renda.

Planos personalizados

Os planos são feitos de acordo com o que o cliente precisa. Para alguns, a meta é realmente ter uma aposentadoria tranquila, garantir a segurança e o conforto da família, ou pagar a universidade dos filhos. Independente do tamanho do seu sonho, a previdência é um tipo de investimento acessível. Por exemplo, a partir de R$ 100,00/mês, você já pode começar o seu plano.

Diferentes formas de resgate

O resgate é sempre um momento importante, afinal, é hora de ter o seu dinheiro após o rendimento! Na previdência você pode definir como fará esses saques. Há a possibilidade de resgates parciais ou totais, sejam em prazos curtos ou em longos períodos. Mas importante! Apesar dessa flexibilidade, tenha em mente que a previdência é um investimento para o longo prazo.

Sucessão patrimonial

A sucessão patrimonial é uma daquelas vantagens que mostram que não é só saber como fazer o dinheiro render mais! Muitas pessoas fazem a previdência pensando também no futuro de seus familiares, como esposas, netos e filhos. A sucessão patrimonial é um recurso que facilita muito isso. A previdência dispensa a burocracia de um inventário complexo, como é feito com bens gerais.

Qualquer necessidade de transição do recebimento dos valores é feita de modo facilitado. Os herdeiros ficam com o que já foi acumulado, dispensando o inventário. Em alguns casos há até mesmo a isenção do imposto de transição, cobrado pelo Governo quando há a transmissão de bens. Mas essa situação depende de cada estado no Brasil.

Agora você já sabe como fazer o dinheiro render mais e, principalmente, dentro de uma modalidade que traz muitas vantagens. Já passou da hora de abandonar a velha poupança e partir para a previdência privada!

Quer ter acesso a outras dicas e conteúdos interessantes? Siga-nos no Instagram e curta nossa página no Facebook!

Comentários

Você também pode gostar
-