Não consegue fazer dieta? Veja como mudar seus hábitos alimentares sem sofrimento

6 minutos para ler

Muitas vezes, uma condição especial da pessoa, como a diabetes, requer algum controle sobre os alimentos que compõem suas refeições e adoção de uma dieta mais balanceada. Mas, como mudar os hábitos alimentares?

Grande parte da dificuldade enfrentada por quem precisa controlar a alimentação reside no esforço necessário para adotar alimentos considerados “sem graça”. No entanto, não precisa ser assim. É possível ter uma boa alimentação por meio da adoção de novos hábitos, que podem sim ser muito saborosos.

Se você tem dificuldade para fazer dieta, veja essas dicas para ir alterando o costume alimentar e construir uma vida mais saudável.

Importância da alimentação

“Somos o que comemos” é uma antiga máxima que se mostra cada vez mais aplicável no mundo moderno. Em especial, quando se trata de garantir uma vida saudável, a alimentação é um dos melhores instrumentos que podemos utilizar. Assim, conhecer novas opções mais adequadas à saúde de cada um e introduzi-las gradativamente na rotina alimentar fará uma grande diferença. E os resultados logo transparecem.

Qualidade de vida

A base para uma vida de qualidade, além da atividade física, está relacionada essencialmente à alimentação. Ao fornecermos ao organismo tudo o que ele precisa, nosso corpo poderá responder com todo o potencial de que dispõe. Desse modo, conseguimos garantir mais bem-estar quando adotamos uma postura de disposição para a vida. Da mesma maneira, conseguimos aprimorar a capacidade de enfrentamento das questões do dia a dia.

Prevenção de doenças metabólicas

Doenças metabólicas são aquelas que alteram o funcionamento normal do organismo, como diabetes tipo 2 e hipertensão, por exemplo. Podem ter origem genética ou resultarem do estilo de vida adotado pela pessoa, o que as faz apresentar alguma dificuldade ou limitação em um ou outro aspecto do metabolismo do corpo. Alguns alimentos auxiliam esse metabolismo, além de prevenirem contra o surgimento de alguns males. São conhecidos como alimentos funcionais e têm grande importância para a saúde, sobretudo na prevenção desse tipo doenças.

Controle de estados crônicos

Existem certas condições que são crônicas, isto é, a pessoa convive com ela, mantém um monitoramento e deve aprender a conduzi-la sob controle, como ocorre com os casos de hipertensão e diabetes. Uma alimentação saudável representa uma importante ferramenta de cuidados para melhorar essa convivência. No caso de diabetes, por exemplo, alimentos ricos em fibras solúveis ajudam a estabilizar os níveis de glicose no sangue. Essas fibras são capazes de atrasar o processo digestivo, fazendo com que a glicose do alimento chegue aos poucos até o sangue.

Dicas para mudança de hábitos sem sofrimento

A adequação da alimentação por meio de algumas mudanças de hábitos pode apresentar um efeito maravilhoso na saúde. Iniciativas nesse sentido facilmente conseguem ser adotadas sem que ocorra a perda do prazer de consumir alimentos que consideramos saborosos. Conheça algumas dicas de alimentos, ao mesmo tempo, gostosos e saudáveis.

Powered by Rock Convert

Prefira o arroz integral

A simples adoção do arroz integral no lugar do arroz polido comum já traz uma série de benefícios para a saúde. Assim, além de garantir mais e melhores nutrientes (manganês, ferro, zinco, entre outros), o grão integral do arroz é rico em fibras. Os mesmos pratos preparados com o arroz polido comum podem utilizar em seu lugar o arroz integral. E com outras vantagens adicionais: você logo vai perceber uma melhora no funcionamento dos seus intestinos.

Coma a fruta fresca no lugar do suco

Existem duas razões essenciais para você decidir comer a fruta fresca no lugar de tomar o suco. A primeira delas está na maior quantidade de fibras aproveitáveis na fruta e que são muito benéficas, como já vimos, para retardar a absorção de glicose. O outro motivo, também muito importante, é que o suco contém teores de açúcar muito maiores. Para fazer um suco, você utiliza várias frutas no preparo e, com isso, eleva a quantidade de açúcares que vêm da própria fruta.

Troque a farinha branca pela integral

Assim como ocorre com o arroz, a farinha integral é bem mais rica em nutrientes e, sobretudo, em fibras, quando comparada com a comum. O processo de refinamento que torna a farinha de trigo branca retira muito de seus componentes nutricionais. Por essa razão, vá mudando aos poucos até conseguir utilizar exclusivamente a farinha de trigo integral na sua alimentação. Considere que o trigo integral pode ser um aliado muito bom para sua saúde.

Prefira frutas secas sem açúcar

Frutas secas e cristalizadas, em geral, apresentam boas concentrações de nutrientes, mas elevados teores de açúcar. Assim, para consumir essas frutas, escolha aquelas sem açúcar. Além disso, procure associar esse consumo ao de alimentos ricos em proteínas e gorduras saudáveis, como castanhas e queijos brancos.

Prepare pratos com leguminosas

Leguminosas como feijão, ervilha, lentilha e grão-de-bico constituem alimentos ricos em nutrientes essenciais para a saúde, além das famosas fibras. Uma porção por dia de um prato preparado com esses grãos é um hábito muito saudável. Como podem ser combinadas com outros alimentos de formas bem variadas, é fácil utilizá-las. Além disso, uma boa dica é ir revezando periodicamente, cada vez fazendo uso de uma leguminosa dentre as citadas, enquanto controla, ao mesmo tempo, a quantidade de carboidratos.

Dê preferência às carnes magras

Carnes vermelhas são muito ricas em proteínas, vitamina B12 e ferro, entre outros importantes nutrientes. Assim, devem ser consideradas no cardápio de cada um e constituem um ótimo alimento para quem não tem restrições pessoais. No entanto, é recomendável dar preferência às carnes magras, como alcatra, patinho e lagarto, pois são os cortes com menores quantidades de gorduras. Por sua vez, as carnes permitem o preparo de uma infinidade de pratos bem ao gosto de cada um, de modo que será bem fácil satisfazer paladares mais exigentes.

Fica claro, portanto, que uma alimentação com algumas restrições não precisa deixar de ser saborosa. Apesar de não existir uma dieta específica para quem tem diabetes, todos devem seguir um plano alimentar balanceado. A diversidade de alimentos existentes e a forma de combiná-los permite produzir pratos bem elaborados e, ao mesmo tempo, bem saudáveis, tanto para pessoas com diabetes quanto para aquelas sem a condição, evitando para estas inclusive o desenvolvimento de uma síndrome metabólica.

Agora você já sabe como mudar os hábitos alimentares sem padecer de qualquer tortura e, ao mesmo tempo, seguir as limitações alimentares que forem necessárias para sua saúde.

Gostou deste post? Então você vai gostar de conhecer a diferença entre alimentos diet, light e zero.

Comentários

Você também pode gostar
-