Como cuidar da pele? 5 dicas para evitar problemas!

6 minutos para ler

Pessoas que têm diabetes estão sempre em busca de dicas valiosas sobre como cuidar da pele. Essa condição pode influenciar a irrigação sanguínea, o que causa maior sensibilidade. Por conta disso, é preciso ter cuidados extras para evitar problemas de hidratação ou com o surgimento de ferimentos. Uma boa rotina de cuidados é suficiente para manter a pele saudável e protegida.

Pequenos machucados, especialmente nos pés, podem se agravar e gerar problemas graves e prejudiciais à saúde. No entanto, é possível ter qualidade de vida, já que o cuidado pode ser adotado no dia a dia. Neste post, você vai entender melhor quais devem ser as principais preocupações de quem tem diabetes em relação à sua pele!

Veja 5 dicas importantes que podem ser inclusas na sua rotina, proporcionando o nível de cuidado ideal para quem tem maior sensibilidade.

Como cuidar da pele de pessoas com diabetes

1. Use protetor solar constantemente

O protetor deve ser um aliado de qualquer pessoa, especialmente por vivermos em um país tropical. Inclusive em dias sem sol ele é fundamental, já que a pele precisa estar protegida dos raios UV, que seguem ali, mesmo quando o tempo está mais fechado. Quando se tem diabetes, esse cuidado deve ser ainda maior, com atenção redobrada.

A dificuldade da circulação da insulina no sangue faz com que o tecido da epiderme esteja mais sensível a essas agressões naturais. A pele fica mais fina e perde a elasticidade natural, o que a torna mais frágil. O sol causa exatamente esse efeito, ainda aumentando o ressecamento. Com uma pele naturalmente nessas condições, a exposição pode ser mais perigosa, causando ferimentos.

Uma vez que a cicatrização também pode ser um problema, a situação pode ficar ainda mais complicada. O ideal é proteger ao máximo a pele do seu corpo. Além do protetor solar, bonés, chapéus e óculos escuros cuidam da pele do rosto. Quanto ao corpo, as blusas térmicas ajudam muito, sempre combinadas com uma boa camada de bloqueador solar. Isso permite atividades a céu aberto sem problemas.

2. Mantenha a pele sempre hidratada

O ressecamento é a principal razão pela qual muitas pessoas com diabetes procuram saber como cuidar da pele. Esse é um dos efeitos mais comuns e incômodos, responsáveis por causar rachaduras, ferimentos e a incômoda sensação dessa condição. Alguns têm o ressecamento mais acentuado, enquanto outros lidam melhor com a reação. No entanto, para os dois casos, a hidratação deve ser um hábito diário e contínuo, garantindo a saúde a longo prazo.

O ideal é que essa hidratação seja feita após o banho, quando os poros ainda estão abertos. Assim, eles podem absorver os nutrientes do hidratante, mantendo a pele longe do ressecamento por mais tempo. Como a condição é mais acentuada em quem tem diabetes, o uso desses produtos deve ser feito duas vezes ao dia, pela manhã e à noite. A escolha do hidratante também deve ser feita com cuidado, já que alguns compostos químicos podem ser prejudiciais. O ideal é ter a recomendação de um dermatologista, já que ele pode receitar o hidratante com compostos mais naturais e que não sejam agressivos à epiderme.

3. Limpe ferimentos adequadamente

Por mais que haja todo cuidado constante com a pele, ferimentos podem acontecer. Afinal, ninguém está livre de pequenos acidentes, por exemplo. Nesse caso, o tratamento deve ser mais rigoroso do que em uma pele de uma pessoa que não tem diabetes.

Powered by Rock Convert

Quem tem diabetes sabe muito bem como a cicatrização pode ser mais lenta, principalmente se estiver em hiperglicemia, além do que, sem os devidos cuidados, feridas podem piorar bastante.

Se esses ferimentos aparecerem em decorrência de algum choque, corte ou outro evento do tipo, mantenha uma rotina adequada de cuidados. A principal cautela é evitar que o machucado seja contaminado por alguma bactéria. Para isso, limpe-o regularmente e evite a umidade no local. Isso poderia causar a proliferação de fungos e outros micro-organismos capazes de piorar a cicatrização.

O cuidado deve ser constante, com a troca dos curativos e a limpeza frequente. Todo esse processo de cuidados deve ser repetido, ao menos, 3 vezes ao dia. Isso garante a integridade da pele e protege o ferimento dos riscos de infecção e agravamento da condição.

4. Reforce os cuidados com os pés

Os pés também devem entrar na lista de medidas de como cuidar da pele. Quem tem diabetes já deve ter ouvido uma série de recomendações com essa área, no entanto, é sempre bom reforçar. A condição, quando mal controlada, pode acarretar a falta de sensibilidade nas regiões inferiores do corpo. Somando isso à fragilidade da pele, os pés estão sempre sob riscos de ferimentos, especialmente por estarem em contato direto com os calçados.

O primeiro passo para cuidar da pele dos pés é se certificar de jamais usar algo que não seja confortável. Tênis, sapatos e sandálias devem estar no tamanho exato, evitando qualquer ferimento ou desgaste da pele da região. Calçados com acabamentos rígidos na parte dos dedos e do calcanhar também devem ser evitados, já que o atrito pode causar feridas.

A higienização também é fundamental. Os pés devem estar sempre limpos, evitando que bactérias e fungos se proliferem e ocasionem, além de feridas, frieiras e micoses. Também é importante evitar andar descalço, já que dessa maneira não há proteção para os pés. Não se esqueça de também examiná-los diariamente.

5. Tenha um acompanhamento médico

O acompanhamento profissional é tão importante quanto os cuidados domésticos com a pele. É claro que no dia a dia a atenção deve ser máxima, mas a sua rotina pode ser ainda mais certeira com as recomendações de um dermatologista. Como a diabetes traz uma condição diferente à pele, o médico é a pessoa capacitada a entender essas reações e definir os melhores hábitos e cuidados.

O dermatologista dará orientações em relação ao uso de produtos gerais. Alguns devem ser evitados, já que suas fórmulas não são nada amigáveis às epidermes mais sensíveis. Os hidratantes ideais também serão receitados, assim como outros cuidados com cosméticos, que ajudam muito na rotina.

Viu como não tem mistério em saber como cuidar da pele? Você pode manter a sua qualidade de vida com o nível certo de preocupação, a atenção diária a possibilidades de ferimentos e o uso de hidratantes e produtos adequados.

Quer ver mais dicas para quem tem diabetes, além de outros conteúdos importantes sobre a condição? Nos siga no Instagram e curta nossa página no Facebook!

Comentários

Você também pode gostar
-