7 dicas sobre como controlar as finanças na quarentena!

Controlar finanças na quarentena
6 minutos para ler

A pandemia do novo coronavírus criou um contexto de crise a nível global, situação essa que ninguém previa ou esperava. A doença tornou necessário o isolamento social e o fechamento de diversos setores da economia, como o comércio, afetando várias pessoas financeiramente. É por isso que é muito importante saber como controlar as finanças na quarentena.

O Brasil também foi pego de surpresa. Muitos brasileiros não estavam preparados e se viram em meio a esse turbilhão sem uma reserva financeira de emergência. Diante disso, foi necessário readaptar alguns hábitos, garantindo mais economia e tranquilidade.

É aí que surge a dúvida sobre como controlar as finanças na quarentena para não se complicar nesse momento e no futuro próximo também. Se esse é o seu caso, não deixe de acompanhar este post. Vamos mostrar 7 dicas de como controlar as finanças nesse período.

Afinal, como controlar as finanças na quarentena?

1. Tranque a matrícula de serviços

Com o início da pandemia, muitos serviços e estabelecimentos se viram obrigados a fecharem as portas. Sendo assim, academias, studios de pilates e cursos de inglês pararam de funcionar presencialmente.

Uma maneira, então, de controlar as finanças na quarentena é trancar a matrícula desses serviços durante o período de isolamento. Mas não se preocupe. Caso a ideia seja continuar mantendo esses aprendizados ou exercícios físicos, há uma saída!

Nesse momento, vários estabelecimentos têm se disponibilizado a realizar aulas online (as chamadas “lives”) e muitas delas têm acontecido até mesmo de forma gratuita. Então, não deixe de pesquisar e considerar trocar as mensalidades por essas alternativas, pelo menos por agora.

2. Evite usar o cartão de crédito

Algumas pessoas podem cair na tentação de usar o cartão de crédito para várias compras, adiando aqueles gastos para o mês seguinte. Porém, é preciso lembrar que o momento é de precaução. Afinal, não sabemos ao certo quando essa turbulência vai, de fato, passar.

Além disso, usar o cartão de crédito pode dar uma falsa sensação de economia naquele primeiro momento. No entanto, não se esqueça de que a conta vem depois, hein? Por isso, avalie bem cada compra que pretende fazer, analisando a real necessidade.

Caso identifique que é imprescindível fazê-la, evite ao máximo parcelamentos. No contexto atual, é preciso prever se terá o dinheiro para pagar as próximas parcelas. Caso haja desconto para pagamento à vista, por que não realizá-lo?

3. Economize o consumo de recursos básicos

O período de isolamento social faz com que precisemos ficar em casa quase o dia todo, certo? Com isso, aumenta a necessidade de uso de recursos básicos como água e luz, o que torna fundamental repensar como controlar as finanças na quarentena quando o assunto é essas contas. Confira a seguir algumas ideias para não se enrolar.

Eletrodomésticos

É muito importante desligar eletrodomésticos das tomadas, ainda que estejam aparentemente desligados. Lembre-se de que mantê-los no modo standby também consome energia, já que cerca de 12% das contas de luz dizem respeito a isso. Então, faça isso com televisores, home theaters, decoders de TV a cabo, roteadores WiFi, modem de banda larga, telefones sem fio e computadores.

Luzes de cômodos

Procure sempre deixar apagadas as luzes de cômodos que não estão sendo usados por ninguém. Uma ideia para quem está fazendo home office é procurar um local onde a luz natural é intensa, evitando assim o uso de luz artificial e gerando economia na conta.

Uso de dispositivos

Para aqueles que têm crianças em casa, é grande a tentação de manter a televisão ou os computadores ligados para distraí-los. Porém, o consumo de energia por parte desses equipamentos é grande. Considere, por exemplo, incentivar atividades que não requerem o uso desses dispositivos. Algumas ideias são: quebra-cabeças, jogos de tabuleiro ou até mesmo atividades físicas como pular corda.

Economize água

Em tempos de quarentena, é muito importante economizar água para diminuir os custos da conta. Então, além de banhos mais rápidos, considere otimizar a lavagem de roupas e louças. Em ambos os casos, é importante acumular o máximo de peças possível para evitar lavagens em excesso e uso de água de maneira desnecessária.

4. Faça um planejamento e controle financeiros

Para controlar as finanças na quarentena e garantir boa gestão dos recursos, é fundamental contar com um planejamento e com um controle de gastos. Procure elaborar uma planilha em que discrimine os gastos essenciais. Assim, terá uma ideia de quanto é preciso reservar por mês de forma imprescindível.

Outra ótima atitude nesse sentido é elaborar uma lista de produtos e fazer pesquisas de preços no momento de fazer compras de supermercado. Para isso, não deixe de estabelecer um planejamento semanal de refeições e também de considerar a compra de marcas pouco conhecidas, mas que são boas e baratas.

5. Corte gastos supérfluos

Por falar em supermercado, boa parte das coisas que compramos podem não ser tão necessárias assim, não é mesmo? Fazer a lista mencionada pode ajudar a identificar esses produtos e evitar comprá-los.

Além disso, reconsidere algumas compras que não precisa ou que podem ser adiadas como roupas, sapatos e itens de decoração, por exemplo. Preste atenção também na tendência de pedir comida em vez de cozinhar em casa, sendo essa uma opção bem mais barata.

6. Tente renegociar dívidas

Algumas empresas estão aceitando renegociar dívidas nesse momento de pandemia e de isolamento social. As condições podem incluir tempo de pagamento ou até mesmo pausa nas parcelas para retomada em três meses.

Caso tenha um financiamento de carro vigente, considere consultar essas possibilidades e aplicá-las para aliviar um pouco as finanças nesse contexto.

7. Combine a economia com todos na casa

Esse é um momento em que muitas famílias estão reunidas em casa, devido à quarentena. Então, mais do que tomar consciência sobre atitudes simples de controle das finanças, é fundamental deixar todos alinhados sobre essa necessidade.

Por isso, não deixe de conversar com todos os moradores da casa e combinar que a economia de energia, por exemplo, seja praticada por todos. Assim, são maiores as chances de ter melhores resultados nesse sentido.

Ainda que seja esse um momento de incertezas, é possível tomar algumas atitudes que minimizam as chances de turbulências maiores. Dessa maneira, não deixe de aplicar em seu dia a dia as dicas dadas neste post sobre como controlar as finanças na quarentena para passar por isso de maneira mais tranquila, certo?

Você já conhece a WinSocial e os serviços de proteção financeira que ela pode oferecer a você e sua família? Acesse nosso site aqui.

Comentários

Você também pode gostar
-